Todos os posts

Notícias 3 min leitura

Países africanos, em parceria com a UE, vão participar num fundo de investimento de 150 mil milhões de euros

Países africanos, em parceria com a UE, vão participar num fundo de investimento de 150 mil milhões de euros
Escrito por
Grupo Oporto Forte
Publicado em 02 Nov 2023

Os países africanos e o fundo de investimento com a UE

África, com as suas imensas possibilidades e desafios, tem cativado atenções e investimentos. Recentemente, a União Europeia (UE) reforçou a sua relação com o continente, prometendo um investimento significativo nas infraestruturas africanas.

 

A contribuição significativa da UE: 150 mil milhões de euros

Jutta Urpilainen, Comissária da UE para as Parcerias Internacionais, anunciou em Abuja, Nigéria, um investimento de 150 mil milhões de euros a ser distribuído ao longo de quatro anos. Esta quantia é destinada a melhorar as infraestruturas em vários países africanos, solidificando a parceria e cooperação entre as duas regiões.

 

O programa Global Gateway

A iniciativa "Global Gateway" não é apenas um projecto de infraestrutura. Segundo Urpilainen, é uma estratégia para fortalecer laços económicos e promover o desenvolvimento sustentável e a protecção ambiental. Além disso, visa solidificar relações com países-chave, como a Nigéria, e outros parceiros africanos.

 

O cenário global e a estratégia da UE

Vivemos num mundo em constante mudança e, por vezes, conturbado. A recente guerra entre a Rússia e a Ucrânia, os acontecimentos políticos na Nigéria e os conflitos contínuos no Médio Oriente são prova disso. Em meio a este cenário, a estratégia Global Gateway apresenta-se como uma resposta positiva da UE, procurando construir ligações resilientes e formar parcerias estratégicas para enfrentar os desafios contemporâneos, desde as alterações climáticas até à saúde pública.

 

Foco em energia e desenvolvimento

A Comissária Urpilainen destacou o compromisso da UE com o sector energético africano, mencionando o investimento em mini-redes e pequenas centrais hidroeléctricas. Estas iniciativas não só vão impulsionar a produção energética como também servirão propósitos públicos, desempenhando um papel crucial no desenvolvimento sustentável do continente.

 

Conclusão

A parceria reforçada entre a UE e África antevê um futuro promissor para o continente africano. Com investimentos direccionados e estratégias bem pensadas, as possibilidades de crescimento e cooperação são vastas.

 

FAQs

Qual é o principal objectivo da iniciativa "Global Gateway"?
Melhorar a conectividade, fomentar o desenvolvimento sustentável e estreitar relações económicas entre a UE e os países parceiros africanos.

Quais são os desafios globais mencionados pela Comissária Urpilainen?
A guerra entre Rússia e Ucrânia, a instabilidade política no Níger e o conflito israelo-palestiniano.

Onde foi feito o anúncio deste investimento?
Em Abuja, capital da Nigéria.

Quais áreas da infra-estrutura africana serão beneficiadas?
Enquanto muitas áreas serão beneficiadas, foi dada especial ênfase ao sector energético, incluindo mini-redes e pequenas centrais hidroeléctricas.

Porque é que a UE está a focar-se em parcerias estratégicas?
Para construir ligações resilientes e enfrentar conjuntamente os desafios dos nossos tempos.

 

Fonte: Business Insider África

Fale com os nossos especialistas

Entre em contacto para mais informações

Ao submeter este formulário, declara que leu e aceitou a nossa Política de Privacidade