Todos os posts

Blog 3 min leitura

4 Pilares para uma formação bem sucedida - Análise de Dados

4 Pilares para uma formação bem sucedida - Análise de Dados
Escrito por
Grupo Oporto Forte
Publicado em 26 Out 2021

1º Pilar - Análise de dados

Já ouviu falar que estamos na era do Big Data, certo?

Esta avalanche de dados, informações e conteúdos que tomam conta do nosso dia-a-dia ganhou novos contornos e tornou-se uma das principais bases para o planeamento estratégico das empresas.

Sendo assim, porquê analisar dados sobre uma formação?

Todos os dados recolhidos numa formação são muito importantes para futuros eventos.

Com a análise dos dados recolhidos, pode usar os resultados para apoiar a sua equipa de forma proativa. A chave é contextualizar os dados para poder interpretá-los com a maior quantidade de detalhes possível.

Os dados contribuem para o desenvolvimento de competências, atendendo às necessidades atuais e futuras. Utilizando-os, é possível criar mais conteúdo envolvente canalizando as suas capacidades prescritivas. Também pode usar esses mesmos dados para personalizar as experiências de aprendizagem futuras.

Combinar a análise de dados com o fator humano

O uso de dados ajuda a selecionar o conteúdo focado no utilizador. Combinar dados com a personalidade única de cada aluno significa que pode criar experiências originais e altamente personalizadas.

Desta forma, é possível construir um impulso coletivo e integrar todos os alunos no seu projeto geral de desenvolvimento de competências.

2º Pilar- Gestores e Líderes

Os líderes são as melhores pessoas para criar a perfeita sinergia entre os alunos e a formação. Eles têm uma visão geral dos programas e podem explicar porque razão é que aprender é importante, especialmente em termos de conteúdo, prazos e duração da formação.

Os líderes fazem com que os colaboradores sintam-se valorizados nas suas equipas e dentro da empresa. O seu envolvimento e apoio ajudam a que os astros se alinhem, envolvendo os colaboradores de forma crucial desde o início.

3º Pilar- Fator Humano

O fator humano (a ampla gama de personalidades) influencia as nossas reações no trabalho, orienta o nosso comportamento, dá-nos forças em tempos desafiantes e faz-nos reagir de formas diferentes.

Para desenvolver um programa de formação bem sucedido, é preciso levar em consideração essas diferenças.

4º Pilar- O cérebro

Não podemos dizer ao nosso cérebro “Não penses! Está atento!”. Não é um animal domesticado.Este vai se adaptando, dependendo das circunstâncias.

As diferentes competências utilizam partes diferentes do cérebro. Aprender competências interpessoais ativa estruturas subcorticais, ao passo que desenvolver novas competências técnicas estimula o córtex pré-frontal. 

Fale com os nossos especialistas

Entre em contacto para mais informações

Ao submeter este formulário, declara que leu e aceitou a nossa Política de Privacidade