Dados de Faturação
Você adicionou , o que deseja fazer agora?
Voltar! Fechar Compra!

Bicicletas portuguesas distinguidas com prémio europeu

O Portugal Bike Value, projeto da Abimota que visa dar a conhecer o potencial nacional "enquanto destino de excelência para investidores que querem apostar na produção de bicicletas", foi distinguido com o Prémio Europeu de Promoção Empresarial na categoria de Apoio à Internacionalização

A RTE, com fábrica em Vila Nova de Gaia, é uma das maiores exportadoras de bicicletas da Europa. © Rui Oliveira/Global Imagens

O Portugal Bike Value é o vencedor da edição de 2020 dos Prémios Europeus de Promoção Empresarial (EEPA)na categoria de Apoio à Internacionalização das Empresas. Este é um projeto criado em 2015 pela Abimota - Associação Nacional das Indústrias de Duas Rodas, Ferragens, Mobiliário e Afins, que visa promover a fileira das duas rodas nos mercados internacionais que, em cinco anos, praticamente triplicou as exportações. Gil Nadais, secretário-geral da associação, destaca o "bom momento" da indústria. Portugal afirmou-se, em 2019, como o maior produtor europeu de bicicletas.

Em causa está uma fileira que produziu, o ano passado, 1,7 milhões de unidades e assegurou exportações no valor global de 400 milhões de euros. "Este crescimento, e, sobretudo, o reconhecimento internacional do setor português, deve-se a todo o trabalho realizado pelo setor, que afirmou Portugal como destino de qualidade, inovação e empreendedorismo", destaca Gil Nadais, em comunicado.

Este responsável lembra que as bicicletas portuguesas são hoje produtos "de elevada qualidade, produzidos com recurso a tecnologias de ponta". E dá exemplos: "Temos entre nós a primeira empresa do mundo a soldar quadros em alumínio através de robôs, as linhas de pintura mais avançadas, mas também a empresa que faz os selins para bicicleta mais leves do mundo (24 gramas n.d.r.), uma das empresas que mais patentes registou no país, fábricas que fazem rodas quase em exclusivo para equipas de competição e dentro de poucos meses, a primeira fábrica de quadros de carbono fora do continente Asiático. Temos também maior fábrica de montagem de bicicletas e a maior fábrica de rodas para bicicleta da Europa".

Ao Dinheiro Vivo, Gil Nadais sublinha o "esforço notável" do setor para "melhorar a sua performance internacional" e garante que este irá "continuar a trabalhar para se afoirmar e para crescer ainda mais, não só em quantidade, mas, também, em qualidade".

Lançados pela Comissão Europeia em 2005, os EEPA visam distinguir as boas práticas de promoção empresarial em seis categorias distintas: Promoção do Espírito Empreendedor; Investimento nas Competências Empreendedoras; Desenvolvimento do Ambiente Empresarial; Apoio à Internacionalização das Empresas; Apoio ao Desenvolvimento de Mercados Ecológicos e à Eficiência de Recursos e Empreendedorismo Responsável e Inclusivo. Dos 185 projetos candidatados este ano pelos vários Estados-membros, Portugal contribuiu com mais de 25%, segundo o IAPMEI, a entidade que coordena a iniciativa junto das empresas portuguesas. No total, foram 51 as candidaturas nacionais apresentadas.

Fonte: https://www.dinheirovivo.pt/economia/bicicletas-portuguesas-distinguidas-com-premio-europeu-13040981.html

 

Deixe seu comentário aqui: